Escolha a cidade

Rio inaugura maior aquário marinho da América do Sul

Foto: AquaRio/Divulgação
Novo atrativo da zona portuária do Rio de Janeiro ficará próximo a outras atrações turísticas e de lazer, no local conhecido como Boulevard Olímpico
Por Geraldo Gurgel

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, participou segunda-feira (31) da inauguração oficial do AquaRio - Aquário Marinho do Rio de Janeiro. O novo ponto turístico da cidade estará localizado no Porto Maravilha, nas proximidades do Boulevard Olímpico, área revitalizada para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 que reúne outros atrativos como o Museu do Amanhã, Museu de Arte do Rio e o painel "Etnias", de autoria do artista brasileiro Eduardo Kobra. Este será o maior aquário marinho da América do Sul.

Esta será uma nova atração turística da cidade que foi a principal porta de entrada dos turistas estrangeiros que vieram ao Brasil a lazer em 2015, segundo a Demanda Turística Internacional do Ministério do Turismo. O AquaRio é mais um atrativo para reforçar o projeto continuado de revitalização da antiga zona portuária do Rio de Janeiro. O aquário ocupa o prédio da antiga Companhia Brasileira de Armazenamento (Cibrazem).
"O AquaRio chega num momento extremamente importante para agregar ainda mais valor a experiência turística do Rio de Janeiro e do Brasil. São iniciativas como esta que ajudam o setor a se desenvolver, gerar emprego e renda para a população quando o país mais precisa", afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Com 26 mil metros quadrados, o espaço abriga 4,5 milhões de litros d'água salgada divididos em 28 tanques e reúne cerca de oito mil animais de 350 espécies. Entre as espécies exposta estão peixes da costa brasileira, do Caribe e do Indo-Pacífico, como tubarões, arraias, moreias, e cavalos-marinhos entre outros. O maior tanque do local, batizado como ‘Recinto Oceânico', tem 7 metros de profundidade e 500 m² de área, com uma grande arquibancada para visitantes.

O empreendimento é resultado de um investimento da ordem de R$ 130 milhões feito pela iniciativa privada e sua gestão é de responsabilidade do Instituto Museu Aquário Marinho do Rio de Janeiro (IMAM). A expectativa é de que o local, que será aberto oficialmente para o público em 9 de novembro, receba, em média, de 4 e 5 mil visitantes por dia. O aquário movimentará outros atrativos localizados na Orla Paulo Conde.

O ministro lembrou, ainda, o legado olímpico. "Aqui onde estamos, foi um dos lugares mais movimentados do Rio durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. De acordo com dados oficiais divulgados pelo prefeito Eduardo Paes, mais de 4 milhões de pessoas passaram pelo Boulevard Olímpico apenas durante os 17 dias dos jogos. Foi o lugar escolhido pelo governo federal para montar a Casa Brasil, principal plataforma de promoção do país. Com a abertura oficial do AquaRio podemos ter certeza de que o processo de revitalização desta zona portuária será continuado. Se a Olimpíada tivesse gerado só este legado já teria valido a pena, mas ela gerou muito mais frutos", ressaltou.

BOULEVARD OLÍMPICO - A área revitalizada de 3 quilômetros compreende as praças XV e Mauá; centos culturais; museus, entre eles o MAR (Museu de Arte do Rio) e Museu do Amanhã; a Cidade do Samba e galpões multiuso do antigo Porto do Rio. A região conta ainda com um moderno sistema de Veículos Leves sobre Trilhos (VLT) para auxiliar a mobilidade de turistas e moradores da cidade.

"Tenho certeza que o AquaRio vai agregar muito à experiência turística do Rio uma vez que ele se une a uma série de atrações que esta região do Rio já tem como o Museu do Amanhã, Museu de Arte do Rio e a Pira Olímpica", avaliou o secretário estadual de Turismo, Nilo Sérgio.

INVESTIMENTOS DO MTUR - Desde sua criação, o Ministério do Turismo já investiu R$ 104,8 milhões em obras de desenvolvimento da infraestrutura turística da cidade, com destaque para os R$ 14,5 milhões investidos pela Pasta para a instalação de 500 placas de sinalização na capital carioca.
www.turismo.gov.br